Operação flagra retirada irregular de água do Canal da Redenção, na Paraíba

0

Uma operação de fiscalização em Sousa, no Sertão a 438 quilômetros de João Pessoa, flagrou na madrugada desta sexta-feira (12) a retirada irregular de água para irrigação do Canal da Redenção. O trabalho ocorreu por meio da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) e da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), com o apoio das polícias Militar e Ambiental da cidade.

De acordo com informações do aspirante Alencar, da Polícia Militar, foram apreendidos dez metros de canos usados no furto. Ele explicou que o furto é feito durante a noite e madrugada, quando o volume de água que escorre pelo canal é maior. Por conta da força, a água passa pelos canos e é escoada através da gravidade”, explicou.

A irregularidade foi encontrada em uma área que pertence ao perímetro irrigado das Várzeas de Sousa. O presidente da Aesa, João Fernandes, informou que a fiscalização atingirá 37 quilômetros do Canal da Redenção.

A ação faz parte das atividades que visam evitar a prática irregular de retirada de água dos mananciais do Estado para irrigação. “Porque a água ficará somente para o consumo humano”, disse o presidente da Aesa.

João Fernandes informou que 178 pequenos agricultores e algumas empresas ainda retiram água do canal para a irrigação, mas dentro de padrões e licenças dadas pela Aesa.

Além do Canal da Redenção, o açude Boqueirão, em Campina Grande, e o Coremas, numa área que vai até o município de Açu, no Rio Grande do Norte, serão alvo de fiscalização, conforme João Fernandes, para evitar a prática irregular de retirada de água para irrigação.

Portal Correio
Você também pode gostar
Comentários
Carregando...