Exame de DNA confirma envolvimento de preso no estupro das duas mulheres em canavial de PE

0
Ivar está preso no PB-1

O delegado da Polícia Civil de Pernambuco, Hebert William, responsável pela investigação no caso das duas mulheres que foram sequestradas em João Pessoa e estupradas no Estado vizinho, confirmou o resultado dos exames de DNA que comprovam a presença de material genético de Ivar Pedro da Silva, de 43 anos, nas duas vítimas.

“A confiabilidade é quase de 100%. Recebi nesse fim de semana o resultado emitido pelo Instituto de Polícia Científica de Pernambuco (IPC-PE). O laudo mostrou a presença do material genético do Ivar nas duas mulheres. Infelizmente, uma delas morreu, mas a outra sobreviveu e está em bem, juntamente com o filho dela”, falou o delegado.

O crime ocorreu no dia 20 de junho desse ano, e resultou na morte de uma das vítimas, sequestradas na Capital paraibana e violentadas num canavial da cidade de Goiana-PE. A mulher que sobreviveu a tortura recebeu alta médica e o local está sendo mantido em sigilo pelas autoridades policiais.

A partir do resultado da prova técnica, o delegado informou que o inquérito será encerrado ainda nesta semana e remetido à Justiça pernambucana. “Ainda nesta semana estarei indo pessoalmente a Vara Criminal de Goiana para entregar o processo. Ivar será denunciado por homicídio consumado e dupla tentativa de homicídio. Já Leonardo José da Silva vai responder por roubo qualificado”, revelou o delegado.

William ainda falou que o resultado do DNA confirmou o depoimento do outro envolvido, Leonardo José, no ato da prisão. “O ‘mago Léo’ disse que não teria participado do estuprado nem do homicídio. O DNA apenas comprovou que ele não participou do estupro, mas não o exime da participação no crime”, lembrou o policial.

Ivar Pedro e Leonardo José foram presos dias depois do crime após um processo de investigação da Polícia Civil da Paraíba, que contou com a colaboração da Civil pernambucana. A dupla está presa na penitenciária de segurança de Jacarapé, o PB-1.

O crime ocorreu no dia 20 de junho, e resultou na morte de uma das vítimas sequestradas na Capital paraibana

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...