PB é um dos cinco estados com pior proporção de rampas para deficientes

0

A Paraíba é um dos cinco estados do Brasil com menor número de rampas de acessibilidade para pessoas com deficiência física. Conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta sexta-feira (28), apenas 1,33% dos domicílios paraibanos têm rampa ou ordenamento regular para acesso. A Paraíba só fica a frente de Maranhão (1,11%), Ceará (1,14%), Pará (1,15%), Bahia (1,25%) e empatado com Pernambuco.

No Brasil, existiam 2.183.939 domicílios particulares permanentes em áreas urbanas com ordenamento regular e rampa para cadeirante, o que representava 4,6% do total dos domicílios particulares permanentes com ordenamento regular. No âmbito regional, o Nordeste apresentou a pior taxa entre as Grandes Regiões, com apenas 1,54% de ruas com rampas para cadeirantes. As Regiões Centro-Oeste e Sul apresentaram os melhores índices (7,76% e 7,75%, respectivamente), seguidas do Sudeste (4,91%) e do Norte (1,62%).

Entre os municípios paraibanos, a melhor proporção foi registrada na cidade de Livramento, na região do Cariri, com 21,24% dos domicílios adaptados. No outro extremo, a pior proporção foi observada nas cidades de Nova Floresta, no Curimataú, e Rio Tinto, no Litoral Norte, com 0,03%. Entre os municípios mais populosos ou com maiores PIBs (Produto Interno Bruto), a cidade mais acessível foi Patos, no Sertão, com um percentual de 2,94% dos domicílios com rampa, e o pior foi Bayeux, na Grande João Pessoa, com 0,20%. Guarabira aparece com 0,45%.

João Pessoa apresentou um percentual de 2,11% dos domicílios com rampas e Campina Grande 0,70%. Ainda de acordo com o relatório do IBGE, 71 municípios da Paraíba não foram citados no estudo por não estarem em áreas com ordenamento urbano regular e, portanto, sem dados específicos para integrar o resultado da pesquisa.

Segundo dados do Censo Demográfico 2010, a deficiência motora faz parte da vida de cerca de 13,3 milhões de brasileiros, sendo 4,1 milhões de nordestinos. Na Paraíba são 320,1 mil nesta condição, sendo que 5,7% do total têm deficiências na forma mais leve, em 2,5% têm grande dificuldade e a dificuldade era extrema no caso de 0,4% do total dos deficientes.

com G1

Apenas 1,33% dos domicílios paraibanos possuem rampas de acesso; Livramento tem o melhor índice do Estado

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...