Seis policiais militares foram mortos nos oito primeiros meses na Paraíba

0

Seis policiais militares foram assassinados entre janeiro e a metade do mês de agosto de 2015 na Paraíba. Conforme levantamento feito pela Polícia Militar da Paraíba, dos seis homicídios, apenas um deles foi morto em serviço, na cidade de Santa Rita. Nos demais casos, três foram assassinados em horário de folga e outros dois eram policiais militares reformados.

Os crimes foram registrados em João Pessoa, Bayeux, Santa Rita, Lucena, cidades que integram a Região Metropolitana de João Pessoa, e em Ibiara e Patos, ambas localizadas no Sertão paraibano. O último crime ocorreu no dia 18 nas proximidades da ladeira do Cuiá, no bairro Valentina de Figueiredo, Zona Sul da capital paraibana, quando um cabo foi morto a tiros.

Este ano, o mês de agosto foi o mais violento para os policiais militares na Paraíba, com registro de metade dos casos. Além da morte do PM no Cuiá, dois militares reformados foram assassinados em Bayeux, no dia 12, e em Lucena, no dia 3. O delegado titular de Homicídios de João Pessoa, que investiga o caso do cabo morto, destacou que apesar das recentes mortes de policiais, não há um padrão que configure a ação de um grupo dedicado a matar policiais.

“Em todos os casos investigados pela delegacia de homicídios não foi possível encontrar um padrão que possa caracterizar uma espécia de atentado contra os policiais. Há uma particularidade em cada uma das mortes. Em um caso o crime é motivado por uma desavença particular do policial, em outro é atrelado a algum trabalho extra do policial. Diante desses indícios, não temos como afirmar que existe um esquema de atentado contra os policiais”, comentou. (com informações do G1)

Em apenas um caso o policial estava em serviço, aponta levantamento

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...