Criminosos fazem reféns e usam vítimas como 'escudo' durante ataques a bancos na PB

0

Quinze homens armados com fuzis fizeram um grupo de pessoas refém na madrugada desta quarta-feira (16) em Soledade (Agreste do estado, a 165 km de João Pessoa). Os criminosos usaram as vítimas como escudo durante ataques a dois bancos da cidade. Três caixas eletrônicos foram explodidos e vários tiros efetuados. Ninguém ficou ferido.

Entre as vítimas estava o vereador e presidente da Câmara Municipal de Uiraúna, Joaquim Marcelino de Lira. A informação foi confirmada pelo soldado Givanildo Santos, da Companhia de Polícia Militar de Soledade.

Segundo o policial, o vereador viajava com dois familiares com destino a João Pessoa quando foi abordado pelos bandidos em um trecho da BR-230. Os três foram rendidos e levados para um posto de atendimento bancário. Os assaltantes também usaram moradores que estavam em uma praça de Soledade como reféns. As vítimas foram postas em frente ao estabelecimento como forma de escudo contra uma possível ação da polícia.

No local, os bandidos explodiram um caixa eletrônico. Depois, seguiram para uma agência bancária, também usando as vítimas como escudo. No segundo estabelecimento bancário os bandidos detonaram explosivos em dois caixas eletrônicos. A polícia confirmou que o grupo conseguiu roubar o dinheiro, mas não divulgou a quantia.

Após a ação, os reféns foram liberados e os assaltantes fugiram em carros com direção a cidade de Campina Grande. Até as 7h30 a polícia realizava rondas na região, mas nenhum suspeito havia sido preso.

Portal Correio

Entre as vítimas estava o vereador e presidente da Câmara Municipal de Uiraúna, Joaquim Marcelino de Lira. 

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...