Polícias apreendem 11 armas de fogo e prendem oito suspeitos de crimes na PB

0

Oito pessoas foram presas e onze armas de fogo apreendidas durante uma operação integrada das Polícias Militar e Civil na 16ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede em Princesa Isabel, Sertão do Estado. A ação policial teve início na segunda-feira e terminou na madrugada desta terça-feira (29), abrangendo as cidades de Tavares, Juru, Água Branca e Imaculada. Um dos presos, Rodrigo Vicente Barbosa, 20 anos, era procurado pela polícia de São Paulo, por um homicídio cometido por ele naquele Estado.

Mais de 80 policiais da 5ª Companhia Independente da PM e da 16ª Delegacia Seccional da Polícia Civil cumpriram sete mandados de busca e apreensão, que resultaram na apreensão de oito espingardas, três revólveres, 39 munições intactas de vários calibres e uma pequena quantidade de maconha. O grupo é suspeito de atuar no tráfico de drogas e comércio ilegal de armas na região.

Além do foragido de São Paulo, que estava com um mandado de prisão em aberto, a operação prendeu Jesus Cirilo, 56; Jonas Jorge da Costa, 55; Juarez Nunes Feitosa, 52; Paulo Amaro Rodrigues, 32; Ocleciton Rodrigues Barbosa, 28; Otaviano Barbosa da Silva, 65; e Luiz Ramos da Silva, 58.

De acordo com o major Elder Muderno, comandante da 5ª Companhia Independente da PM, as operações de combate à criminalidade na região têm sido recorrentes. “É um trabalho de combate que visa prevenir outros crimes, lógica que adotamos aqui na região através do trabalho integrado com a Polícia Civil para fazer frente aos grupos responsáveis por praticar delitos em nossa área”, destacou.

Para o delegado titular da 16ª Delegacia Seccional (16ª DSPC), Cristiano Jacques, a operação policial é uma medida de repressão qualificada ao crime, principalmente aos relacionados a homicídios. “Estamos vigilantes quanto a atuação de criminosos. Nosso trabalho é identificar essas pessoas e consequentemente prendê-las, desarticulando assim grupos organizados no tráfico de drogas, porte ilegal de arma e ainda homicídios. Outras operações como esta continuarão ocorrendo na região de Princesa Isabel e mais pessoas serão presas” finalizou.

Operação abrangeu o Sertão do Estado; um dos presos era procurado pela polícia de São Paulo

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...