Ato público exige o fim da violência contra as mulheres em cidade da Paraíba

0

Vestidos com roupas pretas em sinal de luto, um grupo de moradores saiu às ruas para pedir o fim da violência contra as mulheres na cidade de Queimadas, no Agreste do estado a 133 km de João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (18). Nos últimas dias, vários atentados contra o sexo feminino foram registrados na localidade.

O ato público intitulado #SomosTodasMulheresdeQueimadas percorreu as principais ruas da cidade. Os participantes levaram cartazes pedindo o fim da violência e a punição para os culpados. Também participaram da manifestação os principais sindicatos da cidade. Um dos casos de mais emblemáticos da Paraíba ficou conhecido como ‘Estupro Coletivo de Queimadas’.

Para Terezinha Dantas, secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social (Semudes), é necessário intensificar a publicidade dos canais de denúncia e do trabalho da rede de proteção às vítimas de violência, sobretudo contar com o apoio da comunidade em geral para que faça chegar até os órgãos públicos, os casos que necessitem de intervenção.

“Muitas vezes as próprias vítimas temem denunciar ou procurar ajuda, mas se alguém da família, ou os próprios vizinhos, denunciarem anonimamente poderemos inclusive intervir no sentido de não acontecer tragédias, como a de Sandra Serafim, na qual não podemos intervir a tempo, pelo fato do caso não ter chegado até a nós”, destacou Dantas.

A secretaria pontuou que “diante de casos de violação de direitos contra a mulher, que têm tomado uma repercussão estadual, principalmente perante outros que fizeram o município de Queimadas conhecido nacionalmente por casos de brutalidade neste sentido, nós achamos pertinente este ato público para chamar atenção da sociedade que a violência contra a mulher é um problema de todos nós”, pontuou Terezinha Dantas.

Os participantes levaram cartazes pedindo o fim da violência e a punição para os culpados.

Portal Correio

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...