Em má fase, Brasil e Argentina empatam sem brilho

0

O Brasil foi dominado e pressionado durante quase todo o jogo, mas conseguiu um empate importante por 1 a 1 contra a Argentina, nesta sexta-feira (13), pelas Eliminatórias, no Monumental de Nuñez. Depois de sair atrás no placar no primeiro tempo, o gol de empate surgiu quando Dunga mexeu no time na segunda etapa, os brasileiros se posicionaram melhor e passaram a incomodar os rivais.

As ausências de Messi, Aguero e Tevez não fizeram com que os argentinos começassem o jogo recuados. Liderados por Di Maria, os hermanos trocavam passes com facilidade e chegavam com perigo desde os primeiros minutos. Aos 33 minutos, Di Maria fez grande jogada no meio de campo e achou Higuaín livre na esquerda. O atacante ergueu a cabeça e cruzou para Lavezzi, que deixou Daniel Alves na saudade e finalizou sem chances para o goleiro Alisson.

Na volta do intervalo, o jogo continuou com o mesmo cenário: a Argentina tocando bem a bola e o Brasil tentando com dificuldades encontrar um contra-ataque. Sem sucesso até os dez minutos, Dunga mexeu no time e colocou Douglas Costa no lugar de Ricardo Oliveira aos 12. Um minuto depois da alteração, Daniel Alves deu um belo cruzamento de três dedos, o próprio Douglas Costa cabeceou no travessão e Lucas Lima marcou o gol de empate ao aproveitar o rebote.

O gol fez o Brasil melhorar no jogo e mudar a postura, com marcação agressiva e mais posse de bola. Aos 18 minutos, Renato Augusto entrou no lugar de Lucas Lima, que havia acabado de receber cartão amarelo por falta dura. Mais bem posicionados, os brasileiros dificultaram a vida dos argentinos e começaram a criar chances reais na parte final do jogo. Apesar da melhora da seleção brasileira, o resultado ficou no empate por 1 a 1. No finalzinho do jogo, David Luiz fez duas faltas duras, levou amarelo e vermelho e foi expulso pelo árbitro, desfalcando o time na próxima rodada, contra o Peru, na terça-feira (17), em Salvador.

Com o placar, o Brasil se mantém na quinta colocação das Eliminatórias e não pode ser ultrapassado pelo Peru, que ainda joga na rodada. Os argentinos seguem em situação complicada na tabela, com apenas dois pontos em três jogos, na oitava posição.

Brasil se mantém na quinta colocação das Eliminatórias

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...