Um ano sem Bolaños: veja as polêmicas sobre o elenco de 'Chaves'

0

Muitas vezes, a vida imita a arte. E com os atores da turma do Chaves essa máxima se aplica. Se nos episódios da série os personagens vivem se metendo em encrencas e trocando ofensas, na vida real as coisas não são muito diferentes. Após a morte de Roberto Bolaños, há exatamente um ano, os podres começaram a ser revelados. Os atores que participaram da série foram convidados para entrevistas e não mediram consequências ao revelar segredos até então escondidos do público.

Maria Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, foi a primeira atriz a fazer revelações sobre o seriado. Florinda Meza, esposa de Bolanõs, foi apontada como destruidora de lares por Maria.

Em entrevista ao programa de Magaly Medina, ela disse que Florinda se envolveu primeiro com Carlos Vilagran (Quico), mas quando o ator ainda estava casado. A apresentadora ficou espantada. “Quer dizer que Florinda Meza estava com Carlos Villagrán quando estava casado?”, perguntou. “Sim”, respondeu a atriz.

A eterna Chiquinha disse que sua amiga de elenco fez o mesmo quando começou a sair com Bolaños, que à época mantinha relacionamento com Graciela Pierre. Para completar, a atriz citou que Florinda se envolveu com o produtor Enrique Segoviano, também da equipe da série. Mas esse era solteiro.

Depois de tantas rusgas e trocas de farpas com a viúva de Bolaños, Maria Antonieta não estará presente na missa de um ano da morte do ídolo mexicano, celebrada neste sábado (28). A própria atriz revelou em entrevista ao programa El Gordo y laFlaca, segundo o La Opinión, que não foi convidada, mas que adoraria honrar o antigo colega de trabalho.

Florinda, que ganhou a antipatia dos fãs depois de proibir visita ao túmulo do marido, deve mesmo ter sido uma mulher muito interessante quando jovem. Além de Quico e Chaves, Ruben Aguirre, o Professor Girafales, teve uma quedinha por ela. Quem contou foi a própria Florinda Meza, em entrevista ao Programa do Ratinho. Mas a atriz não convidou o ator para tomar uma xícara de café na casa dela. O romance ficou restrito à ficção.

O ator Ruben Aguirre, que interpretou o Professor Girafales, criticou os atores Maria Antonieta de Las Nieves (Chiquinha) e Carlos Villagran (Quico) em entrevista à TV mexicana. Durante o programa Venteaneando, da TV Azteca, Aguirre lamentou que os companheiros ainda usem os personagens do seriado durante shows e eventos.

“Me dá uma pena que eles ainda precisem trabalhar. Devem precisar de dinheiro para terem que seguir trabalhando”, disse Aguirre. Para concluir, ele ainda deu outra alfinetada em Chiquinha, dizendo que não entende como uma senhora com idade para ser avó consegue se vestir e agir como criança até hoje.

Mas o ator também não vive uma boa fase. Ele chegou a pedir ajuda a amigos do meio artístico para reverter sua situação financeira. Aos 81 anos, Rubén toma medicamentos há pelo menos duas décadas para controlar doenças renais e diabetes, e foi diagnosticado com depressão profunda. Em junho deste ano, ele divulgou uma carta nas redes sociais revelando problemas de saúde e pedindo assistência à Associação Nacional de Atores do México (ANDA). “Minhas forças se acabaram”, desabafou no texto intitulado “E agora, quem poderá me defender?”, uma referência ao personagem Chapolin Colorado.

Carlos Villagran, o Quico, é conhecido como um dos grandes desafetos que Bolaños teve em vida. O ator, que compareceu ao velório do criador da série, reforçou recentemente que até hoje recebe muito pouco pela sua participação no seriado.

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...