Governador da Paraíba e oposição avaliam protestos desse domingo

0

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e o líder oposicionista Ruy Carneiro, presidente do diretório estadual do PSDB, em entrevistas concedidas à rede Correio Sat nesta segunda-feira (14), avaliaram as manifestações ocorridas nesse domingo (13), quando a população foi às ruas pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ricardo Coutinho disse que o Brasil vive um momento difícil e reconheceu que o governo federal tem uma série de erros acumulados ao longo do tempo.

“É preciso que o próprio governo diga isso à população, e que eles estejam à altura de comandar uma repactuação, de uma transição que preserve a democracia. A população passou a compreender que não vai alterar positivamente nada para ela a irresponsabilidade de se pautar o impeachment e quebrar o país” afirmou o governador, posicionando-se contra o impedimento da presidente.

Ele considerou que o ano de 2015 foi ruim para o país, não só por causa do governo, mas também por conta da oposição, que, segundo ele, agiu irresponsavelmente e mostrou ao país que não está preparada para governar o Brasil. “A população reconheceu isso ontem, no dia do aniversário do AI-5, que foi um golpe dentro do golpe”, concluiu.

Ruy Carneiro, por sua vez, membro de uma legenda favorável à saída de Dilma da Presidência da República, se mostrou otimista com os efeitos das manifestações.

“Ficou muito claro que o movimento de ontem, não só na Paraíba, mas em todo o Brasil, era o chamado ‘Esquenta’ para o evento que com certeza será maior no início do ano”, declarou Ruy, acrescentando que é importante que a sociedade esteja sempre se movimentando.

Ele continuou: “Achei positivo. Não esperava que os movimentos fossem aumentar em número de pessoas, mas que eles continuassem acontecendo”.

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...