Polícia prende quadrilha no momento em que se preparava para praticar assalto a estabelecimento comercial

0

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do trabalho investigativo do Grupo de Operações Especiais (GOE), prendeu, na manhã desta quinta-feira (17), quatro homens no momento em que eles se reuniam para praticar assalto a um estabelecimento comercial no bairro dos Bancários, em João Pessoa. Foram presos Dayvide Ulisses Mororó Cabral, 30 anos, garçom; Eduardo Abreu de Jesus, 31 anos, auxiliar de carga; José Roberto da Silva, 28 anos, servente de pedreiro, também conhecido por “Edson”, “Sousa” ou “Grilo”, e Wellington dos Santos Alves, 23 anos, garçom.

Com a quadrilha, a Polícia encontrou vários aparelhos celulares, duas armas, sendo uma de uso restrito, munições e equipamentos utilizados para assaltos e arrombamentos, como uma máscara, um pé de cabra, capacetes e algumas serras e alicates profissionais, com capacidade para desobstruir cadeados de grande porte e portas de aço. Dentre os crimes praticados pelo grupo está a tentativa de arrombamento do caixa eletrônico no Shopping do Automóvel, há cerca de 15 dias.

Segundo o delegado Allan Terruel, a quadrilha foi presa na avenida principal do bairro Bancários, na Capital, e estava pronta para se dirigir a uma loja de eletroeletrônicos daquele bairro. Houve perseguição e dois membros da quadrilha tentaram fugir, mas foram alcançados pelos agentes do GOE. “Eles vinham sendo investigados e monitorados pelo GOE há cerca de 15 dias e a abordagem foi feita no momento em que o grupo se reunia com o objetivo de praticar mais um assalto. Esse mesmo grupo é responsável pelo assalto ocorrido há duas semanas na loja do Armazém Paraíba, no bairro do Geisel”, ressaltou.

Ainda segundo a autoridade policial, a quadrilha agia há cerca de três meses praticando vários assaltos em João Pessoa. “O Grupo de Operações Especiais chegou aos suspeitos depois da tentativa de arrombamento do caixa eletrônico do Shopping dos Automóveis, mas nossos investigadores descobriram que eles já vinham agindo há mais de três meses”, disse o delegado.

Os integrantes da quadrilha foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma, associação criminosa e receptação. Agora, eles serão conduzidos para a Central de Polícia de João Pessoa para audiência de custódia, onde aguardarão a decisão da Justiça. “O trabalho investigativo continua na busca de outros integrantes da quadrilha”, concluiu Allan Terruel.

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...