Sem querer que o ex-marido veja a filha, jovem desaparece com criança, em Guarabira; família procura

0
Giovanna desapareceu na
 manhã da última terça-feira (22).
 (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma desavença com ex-marido pode ter levado uma jovem de 22 anos a desaparecer junto com a filha de apenas 2 anos e 10 meses. Giovanna Barbosa da Silva saiu de casa na última terça-feira (22) ainda pela manhã, por volta das 9h40, segundo a família, mas sem levar malas, ou roupas, apenas uma bolsa com as coisas da criança.

O casal estava separado a pelo menos seis meses e ela mora na residência dos pais, na Rua Ana Bulhões, no Bairro da Primavera, em Guarabira, segundo o pai da jovem, Ronaldo Costa da Silva não havia problemas entre ela e família, mas a jovem não aceitava que o pai da criança, Waldemir D’Angeli, 24 anos, visse a menina e sempre saía de casa para que ele não a encontrasse.

“Não houve discussão aqui em casa, o motivo é que ela não queria que pai, que sempre levava a filha aos domingos ao meio-dia, e já fazia três domingos que ela estava desaparecendo com a menina pra o pai não levar, e a revolta dela é isso, não queria que o pai tivesse acesso a criança”, explicou o pai da jovem ao Nordeste1.

Ainda de acordo o pai de Giovanna, ela já havia dito que pretendia fugir e levar a filha para mantê-la longe do pai. “Ela falava, mas a gente achava que era brincadeira dela”.

Segundo informações, Giovanna foi vista pela última vez ainda na terça, por volta do meio-dia na Rodoviária Municipal, em Guarabira, o que reforça a hipótese de que ela pode ter fugido.

O relacionamento de Giovana com a filha, segundo a família, era bom e foi a primeira vez que ela desapareceu com a filha. “Ela cuida bem da menina, da menina ela gosta de mais, cria e cuida dela”, esclareceu.

Procurado, Waldemir D’Angeli, o ex-marido da jovem, preferiu não gravar entrevista, mas disse não entender o comportamento dela em relação a ele, afirmou que ela não tem motivos para não querer sua presença junto a criança.

O pai da jovem ainda fez um apelo para que Giovanna retornasse a casa. “Giovanna, pode voltar, não houve nada entre nós, você aqui é bem recebida, pode vir com a criança, sabe que que eu gosto da menina, ela é minha vida e onde ela estiver ela deve estar procurando o avô”, concluiu.

A família busca informações sobre o paradeiro de Giovanna e da filha, e qualquer informação pode ser repassada para a redação do Nordeste1, através do telefone (83) 3271-1000.

Nordeste1
Você também pode gostar
Comentários
Carregando...