MP analisa se falta de combustível na PB é culpa das distribuidoras

A pedido do Minstério Público da Paraíba (MPPB), a Receita Estadual está realizando um levantemento para saber se as distribuidoras de combustível estão retendo o produto para prejudicar a comercialização no estado. Segundo o Gerente Executivo de Fiscalização do Fisco Estadual, Marx Gusmão, o levantamento que está sendo realizado deve ser entregue já nesta quarta-feira (6) ao MPPB e os representantes das16 distribuidoras que atuam no estado devem ser ouvidos até a sexta-feira (8).

"O Ministério Público solicitou à Receita Estadual que fosse feito um levantamento se está havendo retenção do combustível nas distribuidoras ou nas usinas, para com isto, prejudicar a comercialização do produto. O Fisco Estadual está fazendo o levantamento em todas as distribuidoras e até amanhã deverá entregar um relatório ao Ministério Público", disse Marx Gusmão.

Desabastecimento no interior

O desabastecimento, que começou em João Pessoa no feriado do Natal, já afeta cidades do Agreste, Sertão e Cariri da Paraíba, conforme informou o presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis (Sindrev), Bruno Agra. Segundo Bruno a falta de combustível demorou a atingir o Sertão, pois a maior parte dos postos utilizam reservatórios com capacidade maior, devido a distância dos portos.

Inquérito Civil
O Ministério Público da Paraíba instaurou inquérito civil para investigar a situação do desabastecimento de combustíveis no estado, que vem sendo registrado em João Pessoa. Segundo o promotor dos direitos do consumidor, Glauberto Bezerra, o órgão vai acionar o Agência Nacional de Petróleo (ANP) e a Petrobras para que ajudem a esclarecer o caso. A medida foi anunciada na manhã desta terça-feira (5) durante uma reunião com representantes de vários setores envolvidos no abastecimento.

O problema do desabastasecimento começou no feriado de Natal porque, segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Derivados de Petróleo (Sindipetro), um navia com carga de gasolina deveria ter chegado em Cabedelo no dia 23, mas só aportou no dia 29. Durante este período, o preço do litro do combustível chegou a custar R$ 4,15 no dia 28, mas uma pesquisa do Procon divulgada no dia 30 encontrou o combustível sendo vendido entre os valores de R$ 3,399 e R$ 3,999, uma variação de 17,7%. Na mesma pesquisa, o Procon indicou que 58 postos tinham reajustado o preço do combustível em relação à pesquisa anterior.

Entre os participantes estava a presidente da Companhia Docas, Gilmara Timóteo, que faz a gestão do Porto de Cabedelo, onde a carga de combustíveis chega. “Não entendemos o por que dessa falta de combustível nos postos da grande João Pessoa porque por parte do Porto de Cabedelo, a gente considera que tudo está normal, esse fluxo de abastecimento já era para ter normalizado”, diz Gilmara.

Segundo a presidente, apesar do atraso na semana do Natal, na semana seguinte teria sido normalizado. “O último navio chegou no dia 29. Esse combustível foi distribuído para os tanques, já estamos com previsão de um novo navio para esta semana e esse fluxo está normal”, garante.

Já o presidente do Sindipetro, Omar Hamad diz primeiro houve o atraso, mas agora os comerciantes enfrentam o problema de logística. “O navio chegou com quantidade resumida e não houve tempo hábil para ser entregue a todos os postos que estavam com dificuldade de receber o produto”, diz. Segundo ele, o problema de infraestrutura envolve os caminhões como de carregamento. “O negócio é lento”, garante.

Em nota a Agência Nacional do Petróleo (ANP) informou que está fazendo a gestão do suprimento de combustível em toda a região Nordeste, acompanhando a execução dos descarregamentos de embarcações da Petrobras Transporte S.A (Transpetro) nos portos, principalmente em Cabedelo e Suape.

Ainda segundo a ANP as entregas realizadas na última semana de dezembro e as que estão ocorrendo nesta primeira semana de janeiro ressupriram os estoques dos distribuidores, que por sua vez estão distribuindo os combustíveis em todo o interior dos estados.

Com relação ao Ministério Público, a ANP informou que está à disposição para fornecer as informações que forem solicitadas. A Petrobras também foi procurada pela reportagem, mas até a publicação desta matéria as solicitações não foram atendidas.

G1

Receita Estadual investiga se distribuidoras estão retendo combustível.

COMENTE ESTA MATÉRIA

 
PUBLICIDADE
Nome

Alexandre Henriques Brasil Cidades Ciência e Saúde Concursos Cultura Đestaque Economia Educação Empregos Entretenimento Eraldo Luis Especial Esporte Foto do Internauta Fotos Guarabira Internacional Klebson de Oliveira Levy Galdino Luiz Tananduba Martinho Alves Mundo Paraíba Policial Política Pr. Antônio Júnior Receita do dia Tecnologia Νotícias Οpinião Ρrincipal τop
false
ltr
item
CartaPB - Informação Indispensável: MP analisa se falta de combustível na PB é culpa das distribuidoras
MP analisa se falta de combustível na PB é culpa das distribuidoras
http://4.bp.blogspot.com/-8zMiaoIFt5w/Vo0ImD9MsEI/AAAAAAAAD64/HECr7d9ZlNk/s320/MPE-PB.jpg
http://4.bp.blogspot.com/-8zMiaoIFt5w/Vo0ImD9MsEI/AAAAAAAAD64/HECr7d9ZlNk/s72-c/MPE-PB.jpg
CartaPB - Informação Indispensável
http://www.cartapb.com/2016/01/mp-analisa-se-falta-de-combustivel-na.html
http://www.cartapb.com/
http://www.cartapb.com/
http://www.cartapb.com/2016/01/mp-analisa-se-falta-de-combustivel-na.html
true
7985130296924381775
UTF-8
Não há postagens VER TUDO Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Home CONTINUE LENDO POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ; CATEGORIAS ARQUIVO SEARCH TODAS AS POSTAGENS Sua busca não encontrou resultados Back Home Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO BLOQUEADO Por favor compartilhe para desbloquear Copiar todo código Selecionar todo código Todos conteúdo foi copiado para sua Área de transferência Você não pode copiar o código / texto, por favor pressione [CRTL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar