Paraibana cria página de humor regional no Facebook com quase 700 mil curtidas

0

A estudante paraibana de 20 anos, Sayonara Elayne, criou uma página regional no Facebook, intitulada de‘Nordestinos’ que atualmente tem mais de 680 mil curtidas e um alcance semanal de 13 milhões de pessoas. Além do Facebook, a página também possui contas no Instagram e Twitter.

A ideia surgiu logo após a reeleição da presidente Dilma Rousseff, em 2014, quando nordestinos foram atacados em uma rede social que Sayonara utilizava, por terem sido a maioria dos que votaram para a reeleição da presidente. Ao ver as manifestações de alguns preconceituosos na rede, a jovem teve a iniciativa de criar uma página para mostrar o orgulho que tem em ser nordestina. Em parceria com uma amiga que conheceu pela internet, Ana Paula Bernardo, a paraibana criou no Facebook a fanpage ‘Nordestinos’, baseada nos ‘Brasileiríssimos’, uma outra página de sucesso da rede. Alguns meses depois da criação, o Pernambucano Matheus Tavares entrou para a equipe de administradores.

A página aborda assuntos totalmente regionais, como comidas típicas, ditos populares, gírias, música, figuras importantes do Nordeste, além de ter bastante interação entre os seus seguidores.

A primeira ajuda surgiu da própria ‘Brasileiríssimos’, que compartilhou uma publicação da Nordestinos pra mais de 4 milhões de pessoas na época, fazendo com que a página da paraibana chegasse a 6 mil curtidas em um único dia. Em janeiro desse ano, após uma crise de ciúmes de Ivete Sangalo durante um show, foi criado pela página a famosa citação “Quem é essa daí papai? — Sangalo, Ivete.” que rendeu mais de 350 mil novas curtidas para o projeto.

A ‘Nordestinos’ atualmente é considerada uma das maiores páginas de cultura nordestina do Facebook e já chamou a atenção de alguns famosos como Wesley Safadão, Dorgival Dantas, Solange Almeida, Bráulio Bessa, entre outros.

Com o sucesso da página, Sayonara que estuda Rádio e TV na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), decidiu transformar essa ideia no seu trabalho de conclusão de curso.

Segundo a criadora, ainda não há retorno financeiro com esse projeto, mas ela deixou claro que há abertura para propostas e patrocínios. Futuramente, a jovem pensa em expandir ainda mais o projeto com novas ideias para o futuro.

Portal Correio

Você também pode gostar

Comentários

Carregando...