Com lágrimas e sob aplausos, seleção feminina se despede da Rio 2016 sem medalha

Nem mesmo os aplausos do estádio lotado foram capazes de consolar as jogadoras da seleção feminina de futebol. Após a derrota para o Canadá na disputa pelo bronze olímpico, elas deixaram o campo da Arena Corinthians, na zona leste paulistana, chorando.

No caminho para o vestiário, os voluntários ainda fizeram mais uma saudação para a equipe. “O clima é de muito tristeza, muita frustração e muitas lágrimas. Sabendo que nós poderíamos ter chegado mais longe e não chegamos”, resumiu o técnico do time, Vadão.

A reação do público, no entanto, superou as expectativas do treinador. “Fiquei assustado e impressionado, porque, embora a gente não tivesse conquistado a medalha de ouro, tínhamos conquistado o coração do povo brasileiro, sejam homens ou mulheres. Foi um ponto importantíssimo dessa Olimpíada”, disse Vadão na entrevista coletiva após a partida.

Gols

A vitória canadense foi garantida com dois gols. O primeiro gol foi marcado ainda na metade do primeiro tempo. A zagueira Lawrence ultrapassou a defesa brasileira, levou a bola para dentro da área, dando o passe para Rose finalizar. A atacante canadense também foi fundamental na jogada em que a equipe marcou o segundo gol, deixando a defesa brasileira para trás novamente e abrindo espaço para Sinclair marcar no início do segundo tempo.

O gol brasileiro saiu apenas aos 34 minutos do segundo tempo, quando Beatriz dominou a bola na lateral e finalizou com um chute certeiro. “Reagimos e mudamos alguma coisa. Conseguimos fazer um gol com a torcida empurrando o time para frente. Tentamos ir de todas as formas para o empate”, comentou Vadão.

Desgaste

Para a capitã Marta, pesaram contra as brasileiras as últimas duas decisões em pênaltis. Uma delas, contra a Suécia, tirou a seleção da disputa pelo ouro. “Não é fácil você deixar de jogar uma final. E um jogo daquele contra a Suécia, tão emocionante. A gente vinha de um jogo com a Austrália da mesma maneira. É claro que é difícil assimilar as coisas, se recuperar, já estar 100%, estar feliz e jogar o melhor futebol”, destacou a jogadora, afirmando que o maior desgaste do time era psicológico. “Erramos algumas bolas que não costumamos errar e pagamos o preço”, acrescentou.

Apesar dos fatores contra, Vadão disse acreditar que a equipe conseguiu fazer uma partida no mesmo nível do adversário. “Vínhamos de uma forte carga emocional da desclassificação, de duas prorrogações. O Canadá não tinha feito nenhuma. Sabíamos que fisicamente elas têm um time muito forte. Mas, mesmo assim, equilibramos”, destacou.

Segundo Marta, o resultado foi injusto com a trajetória do time na Olimpíada. “Futebol é assim, acontecem às vezes algumas injustiças. Acho que nossa equipe vinha jogando bem. Pela raça e vontade que mostramos nos jogos, poderíamos ter terminado um pouquinho melhor”.

Futuro

Com o fim dos Jogos Olímpicos, a veterana Formiga anunciou a aposentadoria como jogadora. Agora, ele pretende se dedicar a formar novas gerações de futebolistas. “Pretendo fazer cursos para treinadora. Já avisei que minha saída da seleção não é por chateação, mas sim por que estou pensando no futuro. Poder ajudar essas meninas novas, mesmo não tendo espaço”, disse a jogadora de 38 anos, ao lembrar da falta de incentivos para a modalidade feminina do esporte.

Mais jovem, a goleira Bárbara, com 28 anos, quer continuar a carreira na seleção. “Fechei meu contrato lá fora para ficar na seleção permanente. Não me arrependo. Se der continuidade, vou ficar na seleção permanente. Vi que com a seleção permanente eu só cresci”.

Agência Brasil

COMENTE ESTA MATÉRIA

 
PUBLICIDADE
Nome

Alexandre Henriques Brasil Cidades Ciência e Saúde Concursos Cultura Đestaque Economia Educação Empregos Entretenimento Eraldo Luis Especial Esporte Foto do Internauta Fotos Guarabira Internacional Klebson de Oliveira Levy Galdino Luiz Tananduba Martinho Alves Mensagens Natalinas Mensagens Natalinas (C) Mundo Paraíba Policial Política Pr. Antônio Júnior Receita do dia Tecnologia Νotícias Οpinião Ρrincipal τop
false
ltr
item
CartaPB - Informação Indispensável: Com lágrimas e sob aplausos, seleção feminina se despede da Rio 2016 sem medalha
Com lágrimas e sob aplausos, seleção feminina se despede da Rio 2016 sem medalha
https://1.bp.blogspot.com/-XEtQ3PnQxlg/V7e7dd-1MdI/AAAAAAAAHEg/dKHB87IKk3MOIQuVQ8zw_X1hf4xDDYSSQCLcB/s320/futebol_100.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-XEtQ3PnQxlg/V7e7dd-1MdI/AAAAAAAAHEg/dKHB87IKk3MOIQuVQ8zw_X1hf4xDDYSSQCLcB/s72-c/futebol_100.jpg
CartaPB - Informação Indispensável
http://www.cartapb.com/2016/08/com-lagrimas-e-sob-aplausos-selecao.html
http://www.cartapb.com/
http://www.cartapb.com/
http://www.cartapb.com/2016/08/com-lagrimas-e-sob-aplausos-selecao.html
true
7985130296924381775
UTF-8
Não há postagens VER TUDO Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Home CONTINUE LENDO POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ; CATEGORIAS ARQUIVO SEARCH TODAS AS POSTAGENS Sua busca não encontrou resultados Back Home Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO BLOQUEADO Por favor compartilhe para desbloquear Copiar todo código Selecionar todo código Todos conteúdo foi copiado para sua Área de transferência Você não pode copiar o código / texto, por favor pressione [CRTL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar