Funcionários de rádio de Belém têm salários atrasados há mais de um ano

Há profissionais com 1 ano e 6 meses de salários atrasados na Rádio Talismã. (Foto: Reprodução / Google StreetView)

São dois, três, seis, até 16 meses sem receber salários e os funcionários da Rádio Talismã FM, de Belém, na Microrregião de Guarabira, já não sabem a quem recorrer. Além de não ter os pagamentos em dia, os profissionais ainda trabalham com férias vencidas e sem 13º desde o ano passado.

De acordo com uma fonte ligada a emissora, que pediu para não ser identificada, o número de meses de atraso varia para cada profissional, pois individualmente buscam junto a direção da emissora a regularização dos pagamentos. “Há um profissional sem receber salários há 16 meses e não tem mais o que fazer”, contou ao CartaPB.

Ela procurou a reportagem após a repercussão da matéria sobre paralisação dos profissionais da Rádio Rural de Guarabira, nesta quarta-feira (28), exibida em primeira mão pelo CartaPB, e, questionada sobre o porquê de não tomarem uma atitude semelhante, ela revelou que muitos têm medo de serem rejeitados no mercado em caso de possível demissão.

A fonte ainda contou que alguns profissionais que pediram as contas por causa dos atrasos, foram submetidos a acordos junto a direção da empresa, mas que também não têm expectativas de pagamento. Entretanto, segundo ela, houve também quem buscasse receber através da ação da Justiça.

Ainda segundo a ela, a direção da emissora, quando questionada sobre os pagamentos, estipula prazos que nunca são cumpridos.

Os profissionais da Rádio Talismã trabalham ainda com férias vencidas e sem 13º desde o ano 2015

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...