Políticos lamentam morte de Dom Marcelo

Bispo faleceu neste sábado (25) no Recife (PE).

0

Vários políticos da Paraíba e de Guarabira emitiram mensagens de voto de pesar pela morte do arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Carvalheira que faleceu neste sábado (25) no Recife (PE).

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) usou uma rede social para dizer que o Bispo deixará saudades. “Dom Marcelo Pinto Carvalheira, o Dom da Ternura, nosso querido Arcebispo deixará saudades”, escreveu.

Zenóbio Toscano (PSDB), prefeito de Guarabira, também usou as redes sociais para emitir a nota. Na postagem, o prefeito lembra o legado de Dom Marcelo. “Deixou um legado de fé, caridade, amor ao próximo, um verdadeiro servo do senhor que, com uma capacidade divina, transmitiu paz aos corações inquietos”, disse.

O deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) também enalteceu a figura do monge, destacando suas lutas pelos humildes. “Homem de fé e coragem, que sempre lutou pelos menos favorecidos e que terá como legado a sua constante busca pela justiça social. Seus postulados inspirarão muitas gerações”, escreveu numa rede social.

Leonardo Macena (PPS), vereador de Guarabira, também emitiu uma nota de pesar, afirmando que a partida do bispo deixa órfãos os paraibanos. “Seu nome era humildade. O Dom Ternura, parte para a Casa do Pai, nos deixando órfãos de tudo o que nos representa. Nosso primeiro pastor na Diocese de Guarabira, exemplo de mansidão e sabedoria”, escreveu.

O presidente do PSB de Guarabira, Célio Alves, também usou as redes sociais para lembrar de Dom Marcelo. O socialista lamentou a morte do Bispo e disse ninguém esquecerá a figura humana de Carvalheira. “Louvo a Deus por sua profícua existência e pelo privilégio de muita gente do povo de ter convivido com esse emblema da fraternidade. Guarabira e a Paraíba nunca esquecerão a figura humana e cativante de Dom Marcelo”, disse.

O vereador Marcelo Bandeira (PSB) lembrou que um de seus próximos requerimentos à Assembleia Legislativa é para batizar a Escola Técnica Estadual com o nome de Dom Marcelo, pedido que deveria ser feito na última quinta-feira (23), mas devido ao cancelamento da Sessão ficará para próxima terça-feira (28).

O líder do grupo Girassóis na Câmara de vereadores, Renato Meireles (PSB), prestou condolências aos familiares e destacou o vigor e a coragem de Dom Marcelo. “Foi um dos principais defensores da democracia, enfrentando o arbítrio da Ditadura Militar, sendo preso e torturado por defender os líderes católicos perseguidos pelo Regime”, pontuou.
Você também pode gostar
Comentários
Carregando...