Família de Gonzagão vai processar funkeiro por versão pornô de Asa Branca

Sobre palavrões na música, empresário diz que funkeiro não pretendia ofender público nordestino.

1

De acordo com o Diário de Pernambuco, a família de Luiz Gonzaga se prepara para acionar a Justiça contra MC Yuri por conta da música ‘Festa Junina da Putaria’, uma versão sexualizada do clássico Asa Branca. Na faixa, o funkeiro utiliza a melodia da canção de Gonzaga em um remix com elementos do funk.

“Deve haver respeito com a obra de Asa Branca, afinal, é um hino nacional”, disse Rosinha Gonzaga, filha de Luiz.

A Editora Moleque, responsável por administrar os direitos autorais e uso de imagem do Rei do Baião, está estudando junto a advogados a maneira como pretende acionar a justiça para punir o funkeiro.

“Isso é um absurdo com uma música tão respeitável, a própria Daniela Mercury já decretou que era o segundo hino nacional. Não sei se ele é jovem ou adulto, a questão é que isso foi uma falta de respeito com a família e com Gonzaga”, concorda Rosa Miranda, gerente da empresa.

MC Yuri é natural de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, e tem 19 anos. De acordo com seu empresário, contatado através do número telefônico divulgado no vídeo da música e identificado apenas como Ademir, a intenção de Festa junina da putaria nunca foi ofender o público nordestino.

“A música não foi feita com o intuito de ofender o estado de Pernambuco, foi criada para ser uma forma irreverente de fazer uma música e a liberdade de expressão está aí. A gente não achava que ia dar esse problema, tanto que as únicas críticas vieram dos pernambucanos, porque o resto do público do MC Yuri gostou”, defendeu o empresário.

O representante do artista revela que um advogado está de prontidão para cuidar do caso e justifica o uso de palavrões na música: “Ele é um cantor de funk, é o gênero dele. O funkeiro não vai fazer uma música gospel, o funk tem essas sensualidades mesmo”.

Após a polêmica em torno de ‘Festa Junina da Putaria’, a equipe de MC Yuri emitiu uma nota esclarecendo que o artista não teve a intenção de ofender a imagem de Luiz Gonzaga, sua família ou fãs. A faixa também foi deletada dos canais oficias de veiculação do cantor, mas permanece disponível em outras contas.