Cura Gay – O remédio é respeito!

As pessoas precisam exercer sua sexualidade sem se sentirem criminosas

0

O que dizer das liberdades. –Esse conceito de Cura Gay, – O remédio é respeito.

Singularidades as formas. O remédio pra essa “cura gay ” é libertar-se dos preconceitos, Ninguém é obrigado a transar, ter relações sexuais ou fazer amor com pessoas que não se qualificam ao grau de seu sexo, tudo vem de situações de uma sociedade exigente ou não, mas eivada de preconceitos”.

Há que vir o amor e toda a sua liberdade e seu livre arbítrio. O amor não condena e não subjuga. Não está atrelada a justiça, porque não compete a ela julgar. É o sentimento que flui e diz de suas formas de fazer amor, quer seja de frente ou de costa. Ou de que lado do cérebro. O remédio pra “cura Gay” é respeito ao outro. ALTERIDADE.

Vivemos na iminência de uma guerra mundial, de humanos fugindo de seus países, e ao invés de nos recuperarmos em protegê-los e acolhe-los ficamos na mediocridade dessa “cura gay”. Me perdoem, se eu puder acolher, eu acolho, pra mim o que importa é o ser HUMANO, apenas.

Vamos viver e respeitar as diferenças. Somos brancos, pretos, pardos, amarelos, mesmo furta-cor. O que importa é a relação de respeito e a justiça que nos proteja! A Justiça pode não ser  “inteira” mas aprendi que ela pode ser subjetiva e prática.

Confiemos em Deus e na Justiça!

João Adriano Silva é Jornalista

Você também pode gostar
Comentários
Carregando...